top of page
  • Foto do escritorFlavia Vivacqua

O que é possível constelar?

Atualizado: 15 de mai. de 2023

A princípio tudo é passível de ser constelado. Porém, o importante é descobrir o que realmente precisa ser constelado.





Uma das maravilhas das Constelações Sistêmicas é a sua versatilidade e a capacidade de abordar uma ampla gama de questões. Aqui estão alguns exemplos do que pode ser explorado por meio das Constelações Sistêmicas:

  1. Relacionamentos familiares: Constelações podem ajudar a revelar dinâmicas ocultas e padrões de comportamento em famílias que podem estar causando conflito ou desconforto.

  2. Saúde e bem-estar: Se você está enfrentando um problema de saúde física ou mental, as Constelações Sistêmicas podem explorar possíveis raízes emocionais ou sistêmicas do problema.

  3. Desenvolvimento profissional e questões de carreira: Se você está se sentindo preso em sua carreira ou enfrentando desafios no local de trabalho, as Constelações Sistêmicas podem oferecer uma nova perspectiva.

  4. Questões financeiras: As Constelações Sistêmicas podem ajudar a identificar dinâmicas ocultas que podem estar impactando sua relação com dinheiro e prosperidade.

  5. Questões pessoais: Constelações podem ser usadas para explorar questões profundas de autoestima, identidade, propósito de vida e espiritualidade.

  6. Relacionamentos de casal: Constelações Sistêmicas são uma ferramenta poderosa para revelar dinâmicas ocultas em relacionamentos amorosos, ajudando a melhorar a comunicação e a compreensão entre os parceiros.

  7. Questões organizacionais e empresariais: No ambiente de trabalho, as constelações podem ser usadas para resolver conflitos, melhorar a comunicação e a eficiência, e explorar questões sistêmicas dentro da organização.

Lembre-se, qualquer questão que envolva sistemas de relacionamentos pode potencialmente ser explorada através de uma Constelação Sistêmica. No entanto, é importante ressaltar que as Constelações Sistêmicas não substituem a necessidade de atendimento médico, psicoterapêutico ou outro tipo de intervenção profissional quando necessário.

Além dos exemplos já mencionados, a Constelação Sistêmica pode ser usada para explorar uma variedade ainda maior de questões e contextos. Algumas possibilidades adicionais incluem:

  1. Educação: Constelações podem ser usadas para identificar e resolver questões em ambientes educacionais, como escolas ou universidades, incluindo dinâmicas de grupo, relações entre alunos e professores, e desafios de aprendizagem.

  2. Traumas e questões passadas: Constelações Sistêmicas podem ajudar a trazer à luz traumas passados ou questões não resolvidas que podem estar afetando o presente.

  3. Luto e perda: Constelações podem ser úteis para lidar com a dor e o luto, ajudando os indivíduos a encontrar uma maneira de se moverem através da perda.

  4. Questões de migração e identidade cultural: Para pessoas que mudaram de país ou que possuem várias identidades culturais, as constelações podem ajudar a explorar questões de pertencimento, integração e identidade.

  5. Saúde planetária e questões ambientais: Em um contexto mais amplo, as constelações também podem ser usadas para explorar nossa relação com o planeta e o meio ambiente.

  6. Questões legais e justiça: Constelações podem ser usadas para explorar dinâmicas em sistemas legais ou de justiça, incluindo questões de vítimas e perpetradores, justiça e reconciliação.

Lembre-se que a Constelação Sistêmica é uma ferramenta de diagnóstico e de resolução de conflitos que pode ser aplicada em quase qualquer contexto onde haja uma rede de relações e um problema ou questão a ser explorada. No entanto, é sempre importante lembrar que a Constelação Sistêmica não substitui outros tratamentos profissionais ou aconselhamento especializado quando necessário.


Também, é muito comum que filhos com problemas com os pais desejem “constelar o pai”. Nesses casos, explico que não é possível constelar o outro, nesse caso o pai, porque cada um ocupa seu papel, portanto, o filho não pode constelar o pai. Cada um de nós pode constelar a sua relação com seu pai, o que é bem diferente. Afinal, você vai olhar para você nessa relação e harmonizar o seu sistema a partir daquilo que você como filho deste pai pode compreender e transformar.


A Constelação é uma prática que transforma o indivíduo em relação às suas questões mais profundas na medida em que ele se coloca no processo como agente dessa mudança. Qualquer questão que afete as relações e a realização plena do indivíduo pode ser constelada a partir da perspectiva de cada um. No fundo cada um sabe exatamente aquilo que precisa ser constelado.


Vale lembrar que quanto mais focada for a questão ou tema, mais efetiva a constelação será. A pista para encontrar sua colocação para uma constelação está em entender qual é a situação ou assunto prioritário a ser cuidado por você e que você gostaria de ter um melhor entendimento e ação consciente. Um bom exercício é se perguntar antes de procurar o constelador: “Hoje, com que ponto eu não estou conseguindo lidar, mas que se for resolvido gerará fluxo em mais de uma área na minha vida?”. Respondida essa pergunta, é possível buscar ajuda para cuidar da questão através da Constelação Sistêmica.

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page